quarta-feira, 9 de maio de 2018

 "ELA" -Amava, cada entardecer, como se fosse amanhã. -Amava, o luar, mesmo que a noite se deitasse sem nunca ter acordado. -Amava, abraços e cansaços viajados de solidão. -Amava, a ternura dos olhares e até as lágrimas que não eram suas. Só sabia amar, ainda que o amor não soubesse... Mas amava... E sorria... Só... Porque era AMOR. MIA 9 Maio 2015

domingo, 29 de abril de 2018



Vão
calar-se os pregões
morrer os cheiros
e as canções
e quem sabe
talvez as gaivotas
regressem ao mar

Mas
meu amor
ainda que o teu olhar
seja de adeus
regressem os poetas
à hora em que
a cidade acorda
e voltem os pássaros
em nova Primavera
para que os beijos
não morram de futuro

Ficarão para sempre
as memórias de quem ama

MIA






terça-feira, 27 de março de 2018

*
O Vosso tanque General, é um carro forte
Derruba uma floresta esmaga cem
Homens,
Mas tem um defeito
─ Precisa de um motorista.
O vosso bombardeiro, General
É poderoso:
Voa mais depressa que a tempestade
E transporta mais carga que um elefante
Mas tem um defeito
─ Precisa de um piloto.
O homem, meu General, é muito útil:
Sabe voar, e sabe matar
Mas tem um defeito
─ Sabe pensar.
______________________ Bertolt Brecht
Sem SOL
Manda-me um beijo
embrulhado pelas nuvens
mas manda-me um beijo
Um beijo
que preencha o tempo
da hora desaparecida
e que não sei
se voltarei a encontrar
Só queria um beijo
pendurado num raio
que me aquecesse a alma
fria e deserta de ti.
MIA
Além da morte -----------------------"Se eu morrer amanhã, perdoem-me os pássaros, por todos os meus voos serem azuis... As borboletas abraçar-me-ão nas cores do arco-íris e o vento será a capa que vestirá meu frio, meu luto, meu tudo."----------------------MIA... 27 Março 2015
"Que importa a saudade, quando as andorinhas voltam a sorrir e as crianças dançam à volta dol sol? Que importa a dor, se a surdez de quem passa, é ainda maior que o tempo? Que importa o futuro, se a estrada é curta, de tão pequena? Que importa, quando já pouco importa?"---- MIA

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Saudades de andar por aqui.
A andar de novo.
I'll be back

sábado, 15 de março de 2014

Para a minha Matilde

Oh meu amor
como a saudade me engole
num pranto triste de ausência

A seda dos teus cabelos
já não dança nos meus dedos
nem o rosa da tua face
é a cor com que me visto
sedenta do teu cheiro
que é tanto de ser tão pouco

 E tenho tanta pena
querida Matilde
que reinvento o teu abraço
para me agasalhar a saudade
mas tenho frio...

MIA
10 Mars 2014
(dia em que a Matilde fez 20 meses)

Em pleno Agosto

Em Agosto de 2013 escrevi


O sorriso da morte é tão grande
como esta avenida onde passeio

Já nada importa

Só o rio corre para o mar

MIA
15 Mars 2014

Impossível

Eu não queria
mas este olhar
que é filho da tristeza
perde-se na tua boca
onde o cheiro a sal
lembra marés de Verão

E suspiro pelo teu abraço
embrulhado de Primavera

MIA
15 Mars 2014